30 de junho de 2016

Watercooler é uma boa?

Não sei se só comecei a reparar agora ou se ficou mais barato e consequentemente as pessoas passaram a usar no Brasil, de qualquer maneira cada vez mais vejo gente usando Watercoolers em seus computadores "Gamers". Talvez isso não seja a melhor escolha para todos os casos.

"Mas Ricardo, eles são bem construídos, não vai vazar água nos componentes." E realmente não é por isso meu pé atrás com eles, deixe-me explicar. O papel do cooler do processador nem sempre é apenas para resfriar o próprio processador, mas sim os componentes em sua volta, como os seus circuitos de alimentação, chamados de VRM (do inglês Voltage Regulator Module).

Placa mãe mais baratas geralmente contam com sistemas de alimentação mais simples (obviamente), sem dissipadores de calor, menor quantidade de fases de alimentação. O Clube do Hardware tem um excelente explicação sobre como funciona os VRMs. Assim elas dependem de um fluxo de ar do cooler para resfriar o VRM.

VRM de uma placa mãe Asrock X99 WS com 12 fases a 47ºC, uma ótima temperatura (Tom's Hardware)
Vou pegar um teste do site Hardware Info e tirá-lo de contexto (originalmente o teste é para comparar a diferença de desempenho entre revisões de um mesmo modelo de placa mãe). Nele estão testando um Core i7 4770K em placas mãe com 3 e 4 fases de alimentação, com a temperatura dos MOSFETs do VRMs variando de 90ºC até 112ºC, com o processador caindo para 800 MHz devido à temperatura do VRM. Ou seja, o processador pode estar gelado, mas ocorre grande diminuição de desempenho devido a má refrigeração do circuito de alimentação.


Cooler box antigo, Thermalright Macho e o novo Cooler Wraith (Tom's Hardware)
Neste outro teste do Tom's Hardware são comparados 3 coolers, o antigo da AMD, o Wraith (novo cooler box da AMD) e o Thermalright Macho, um cooler com heatpipes cuja posição da ventoinha é perpendicular ao processador. Abaixo são mostrados os resultados das temperaturas utilizando uma câmera térmica (recomendo acessar o artigo e ver as imagens).

Comparação entre os 3 coolers (Tom's Hardware)
A placa mãe utilizada é uma MSI Gaming 970 com 7 fases de alimentação, com o processador mais poderoso da AMD (com exceção da série FX-9x00, que não conta), o FX-8370 com TDP de 125 W. Usando um cooler que "sopra vento" em cima do VRM é possível atingir temperatura entre 11ºC e 14ºC inferiores ao outro cooler, que na teoria seria mais ou menos parecido com o Watercooler.

Agora imaginem uma placa mãe mais simples em conjunto com processadores que consomem bastante energia? Tenho visto pessoas utilizando placa com 3 fases sem dissipadores com Watercooler. Dessa maneira, a não ser por beleza, você não está ganhando nada, os VRMs estão trabalhando quentes, diminuindo sua vida útil, possivelmente ocasionando throating (diminuição do clock), como no teste do Hardware Info, para diminuir o aquecimento do circuito de alimentação, consequentemente limitando o desempenho.

O recado é: monte um sistema equilibrado, de nada adianta economizar na placa mãe e gastar no processador e no Watercooler.

Nenhum comentário: