9 de fevereiro de 2013

Livro Contato de Carl Sagan

Capa (fonte)
Quem nunca assistiu ao menos um pedaço do documentário Cosmos? Carl Sagan era seu apresentador, idealizador, foi um dos maiores divulgadores da ciência, além, é claro, de cientista, astrônomo e astrofísico. Formado pela Universidade de Chicago, com passagem por diversas universidades de prestigio, como Harvard, Berkeley e Cornell. Foi consultor da Nasa, ajudando a escolher o conteúdo do disco de ouro que apresentaria a terra para eventuais raças que tenham acesso as sondas Voyagers.

Imagine que a Terra receba uma mensagem de uma civilização alienígena, o que aconteceria? Qual seria a reação do governos? E se fosse depois essa mensagem fosse um manual para construção de uma máquina, seria construída? Quem iria operá-la? Essa é a história do livro, ele é dividido em 3 partes, o nascimento da protagonista, o recebimento de mensagem e construção da máquina e a viagem pela máquina.

Me identifiquei muito com a personagem, ela era bem nerd no meio dos amigos. Fala das maravilhas do cálculo, dos números transcendentais, que são números que não são raiz de nenhuma equação, por exemplo o pi, o número de Euler ou o Phi. São coisas que qualquer bom estudante de engenharia conhece ou já passou.

Disco de Ouro da Voyager (fonte)
É contada a vida desde que estava na barriga da mãe, sua relação com seu pai, que veio a falecer, suas brigas com o padrasto. Quando Ellie foi para a Caltech, sua relação com o namorado da época, seu sentimento em relação a como os homens, que eram maioria e a tratavam com desdém. A primeira parte é um livro que conta a vida de uma pessoa, quase como uma biografia.

Posteriormente ela vai trabalhar no projeto SETI (Search for extraterrestrial intelligence, você pode ajudar em casa, com uma maneira parecida com o folding@home!) em radiotelescópios. Até que um dia começa a receber transmissões de TV, analisam de todas as maneiras possíveis a fonte do sinal, até que a única explicação é uma longínqua galaxia. O mais estranho é que são transmissões dos jogos olímpicos de 1936 sediados em Berlim! Vindo a descobrir que foram as primeiras transmissões de alta-potência feitas na terra, só estavam sendo retransmitidas de volta.

Isso trouxe diversas discussões filosóficas. Teriam os alienígenas enviados o sinal como um ato de hostil, já que são momentos não muito felizes da nossa história? Ou pegaram realmente a primeira transmissão que receberam da Terra? Teriam visto cenas da Segunda Guerra e achado que eramos uma ameaça?

Radiotelescópio no Novo México (fonte)
Analisando o sinal recebido, perceberam que também continha outras informações, como algo que pareciam páginas de livro, pois eram numeradas. Só que para captar todas as páginas precisariam dos radiotelescópios de outros países (devido a rotação da Terra), principalmente da URSS e seus navios, entrando no livro a complicada geopolítica do mundo. Poderiam compartilhar essa informação com outros países?

No fim acabam captando toda mensagem e descobrindo que se tratam de instruções para construir uma máquina. Os melhores cientistas da terra não fazem ideia do ela faz, mas conta com assentos para algumas pessoas a operarem. A máquina começa a ser construída e nisso as pessoas especulam seu propósito, se reúnem perto da construção igual quando foram assistir o lançamento da Apollo XI.

Nisso surgem fanáticos, que tinham medo que isso poderia ser um meio de invadir ou destruir a terra, como uma grande bomba. Seitas religiosas que acham que é uma mensagem de Deus. Todos especulavam, até que células terroristas destruíram a máquina, só que no Japão outra era construída em paralelo, que foi usada na realidade para a viagem.

A máquina (fonte)
A terceira parte conta a viagem que eles fazem pelo universo. Justificada pelos buracos de minhoca que nascem da teoria da relatividade geral de Albert Einstein. Essa parte eles são apresentados a uma civilização que tem tecnologia que está a milhares de anos da disponível na Terra, que tem tecnologia para criarem buracos negros.

No final, quase como um bonus, é citado novamente os números transcendentais. A outra civilização diz que foram encontradas mensagens do criador do universo neles. Aqui é bom abrir um parenteses, existem diversas bases numéricas, usamos a 10, pois temos 10 dedos, é conveniente, programadores muitas vezes utilizam a base 8, que é contada 0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 10, 11, ..., 17, 20 e assim por diante.

Ellie como a pesquisar e acaba achando uma mensagem no número pi na base 11 lá para longe, pra milhões de casas decimais, onde, no livro, ele passaria a ser apenas uns e zeros. Será que Deus falaria assim conosco? Jamais imaginei essa possibilidade, mas seria interessante, é algo inerente ao universo que vivemos, neste mundo o número pi é o mesmo em qualquer lugar, então qualquer civilização do universo poderia encontrar essa mensagem. Aqui você pode pesquisar dentro dos 200 milhões de primeiros dígitos do pi, procure a data do seu aniversário.

Pálido Ponto Azul - a Terra a 6,4 bilhões de KM (fonte)
O livro é interessante e cativante. Foi, até agora, o único livro que li de Carl Sagan, que me parece um autor fantástico, recomendo a leitura. Ele escreveu outros livros que me chamaram atenção, como Os Dragões do Éden, onde ele conta a história de como a inteligencia humana teria evoluído. Recomendo a leitura de sua análise sobre a fotografia Pálido Ponto Azul tirada pela Voyager 1 a 6,4 bilhões de quilômetros da Terra.

Em 1997 foi feita uma adaptação para o cinema com Jodie Foster no papel de Ellie. O filme conta com diversas mudanças em relação ao livro, foi bem simplificado, muitas partes foram cortadas, mas ainda assim é muito interessante.

Um comentário:

Lais Lima disse...

Eu quero mt ler os livros dele ! Quando entrar na Unicamp é um dos primeiros compromissos . Se o filme é bom (Jodie Foster <3) imagino o livro! :D