9 de fevereiro de 2012

Mini-Review do Notebook Lenovo G470 com Intel Core i3

Já faz bastante tempo que queria um notebook novo, com uma promoção de final de ano acabei finalmente comprando. Queria uma marca conceituada, como Dell, Lenovo, Acer ou Itautec (que em minha opinião são boas). Apareceu um Lenovo com ótimos recursos e decidi: "Bom, vai ser ele mesmo".

O modelo em questão é um Lenovo G470 com processador Intel Core i3 2310m com arquitetura Sandy Bridge, 4 GB DDR3 1333MHz da marca Smart Modular, 500 GB de HD com 8 MB de cache da Western Digital, Wifi-n, Bluetooth 2.1, Webcam de 2 MP, traduzindo uma ótima configuração. Era possível pagar um pouco mais caro por um com um processador i5, mas em minha opinião não era vantagem, explico a seguir.

Vista frontal
Até alguns anos atrás comprar um computador era uma coisa complicada, você corria o risco de pegar um com GPU da Via ou da SIS que eram muito lentas e tinham drivers péssimos, mesmo que você não fosse jogar o desempenho do Windows era prejudicado. Com a introdução de GPUs nos atuais processadores da Intel e a compra da ATI pela AMD, ambas as marcas passaram a contar com GPUs boas, não sendo mais um problema. Então praticamente qualquer Notebook atual tem um desempenho satisfatório, apenas alguns casos em que a fabricante usa processadores de Netbook como o Fusion C-50 em alguns modelos do Lenovo G475, podem ter um desempenho ruim.

A Intel vem fazendo um excelente trabalho nos seus últimos processadores, que tem um desempenho fantástico e isso se reflete nesse notebook. Quando você precisa rodar algum programa pesado ele irá fazer sem nenhum problema, já quando você apenas quer navegar na internet ele será silencioso e a terá grande autonomia de bateria, devido principalmente aos recursos de economia de energia, como o que diminue o clock do processador para 800 MHz (dos 2100 MHz normais). A vantagem do i5 é justamente nesse ponto, onde ele pode aumentar o clock, dependendo da situação, para 2.9 GHz, em vez dos 2.3 Ghz normais, para mim não é uma coisa significativa, pois isso também significa mais aquecimento, coisa que odeio em um notebook.

A GPU dele, apesar de não ter testado muito, é bem rápida e consegue rodar jogos bem satisfatoriamente, como Crysis 2. Jogo muito Age of Empires 3, que ela roda no máximo sem lags. Um ponto que já citei que achei o processador muito bom é para converter vídeos em HD com o recurso Quick Sync, já testado anteriormente.

A construção do notebook é boa, gostei da solidez dele. Como minha tia comprou um Positivo com configuração parecidissima, pude comparar os dois, digo, sem sombras de dúvidas, que o acabamento da Lenovo é muito superior. Se você segura por baixo, o Positivo afunda, no meu notebook antigo também, nesse isso não ocorre. Uma coisa irritante são as marcas de dedo na tampa, só de segurar ele na mão já ficam marcadas, prefiro muito mais a tampa fosca listrada do Lenovo G475.

O número de entradas é condizente, são 4 USB, uma Lan, VGA e HDMI. Umas das entradas USB é "estranha", aparenta ser eSata, mas não é. Provavelmente, como a estrutura é compartilhada por diversos modelos, em alguns ela é eSata+USB, mas nesse, para cortar custos, não.

Lateral esquerda, repare na primeira USB da esquerda para direita
O Touchpad permite multitoque, assim como os notebooks da Apple, como gestos com dois dedos para rolar a página, voltar, girar, etc. Infelizmente, a implementação da Apple é superior, mais sensível, mas não deixa de ser um bônus interessante. O teclado é um dos melhores que já usei, as teclas são curvadas, se encaixam aos dedos, bem superior a outras marcas como Positivo ou até mesmo Acer, mas essa é uma opinião subjetiva.

Assim como os outros fabricantes, a Lenovo faz modificações no Windows, como trocar o fundo da tela de Login, adicionar papéis de parede próprios e, infelizmente, instalar vários softwares. Um software muito bom é o responsável pelo gerenciamento de bateria, ele permite deixar bateria com 50% da carga, para evitar o desgaste dela, ou seja, chega de você ficar evitando trocar o notebook de tomada por medo de ficar carregando toda hora a bateria a 100%. Esse software também permite você controlar outras coisas no gerenciamento de energia, como o Clock do processador, que pode ser deixado sempre em 800 MHz, que pode parecer muito pouco, mas é mais do que o suficiente para navegar na internet com o notebook gelado no seu colo.

Existe uma tecnologia chamada Rapidboot que faz o Windows iniciar mais rapidamente, nem cheguei a testar, já que formatei o computador e não encontrei para baixar separadamente. Também é incluído o Youcam, para adicionar efeitos a webcam, PowerDVD e o Power2Go para assistir e gravar DVDs, respectivamente, no entanto esses dois últimos estão disponíveis apenas no Windows já instalado. Outros softwares nem são tão bons, como um para fazer Login usando seu rosto, chamado de Lenovo Veriface, que dado o estado da tecnologia é facilmente quebrada (coloque uma foto na frente...).

Lateral Direita
Tive um problema com ele. Baterias de notebook vão segurando menos carga com o tempo, é possível averiguar isso com programas, como o Aida64 ou HWMonitor. Nesse notebook a capacidade da bateria já veio menor, com aproximadamente 6% de desgaste, índice que só deveria ocorrer meses depois. Resolvi acionar a garantia, já que descobri no Reclame Aqui que a Lenovo não presta um atendimento bom depois do termino da garantia, portanto se o desgaste aumentasse rapidamente, poderiam alegar mal uso. Deixei o notebook no sábado na assistência, terça me ligam informando que é necessária a troca da bateria, na quinta que está pronto, gostei do atendimento.

Gostei muito do Notebook, o preço normal é de R$ 1399,00, mas ele pode ser encontrado por 1.100 reais em algumas promoções, um bom preço. Tirando o problema com a bateria, as desvantagens dele são as marcas de dedo na tampa, a falta de uma luz no cabo do carregador, como existe em modelos da Dell, tirando esses problemas, que não são grandes, é uma boa opção de compra.

Nenhum comentário: