30 de outubro de 2011

Review do Samsung Galaxy 5 (a.k.a. finalmente comprei um Android)

Galaxy 5 (fonte)
A uns 3 meses atrás comprei um Sony Xperia X8, aquele Android que comentei que tinha um ótimo hardware, mas pecava no software, e foi uma decepção! Bateria não durava, não dava pra instalar aplicativos que logo a memória interna já estava acabando. Como ainda estava dentro dos 7 dias de devolução numa compra online devolvi. Não pretendia comprar outro celular por muito tempo, até que apareceu uma oferta na Saraiva de um Galaxy 5 por R$ 240,00, por esse preço, mesmo que a bateria não durasse nada valia a pena.

Comprei na terça-feira, recebi na sexta, mesmo com a greve dos correiros. Quando abri a embalagem do Sedex e vi a caixa do celular pensei "ixi, comprei um celular xing ling?". Caixa muito feia, não parece algo de marca. Meu antigo Sony Ericsson (o antes do Xperia) veio numa caixa muito mais bonito, não que a caixa represente algo importante, mas é a primeira impressão.

Add caption
Logo já coloquei a bateria liguei o celular (ou seria Smartphone?). Imediatamente a baixa resolução da tela me chamou a atenção, é possível ver as falhas nas bordas das fontes usando clear type, mas logo me acostumei. A ótima adaptação que a Samsung fez ao Android compensa com folgas essa desvantagem. Como todo Android você precisa logar na sua conta do Google para sincronizar agenda, contatos, receber e-mails, utilizar o Gtalk, Mapas...

Bom, dai no oitavo dia de uso, ele travou, desliguei, liguei e ele travou no logotipo da Samsung, tirei a bateria, tentei de novo e travou novamente. Dai foi só tristeza, a assistência técnica da Samsung é lamentável, fiquei quase um mês sem celular, o atendimento é um total descaso, pessoas de mal humor, deixando claro que vão atrasar o máximo possível, pois "ainda estão no prazo de 30 dias", o que faziam questão de frisar sempre. O Perfil no Twitter me ignorou, até que uma hora pediram meu email e nunca responderam, mesmo com minha insistência.

Especificações

Caixa "xing-ling" dele
Apesar de achar que as coisas tem que funcionar independentemente das especificações, a mágia da Apple, como bom engenheiro gosto das especificações, então vamos destrincha-las.

O processador é um Qualcomm MSM7227, o mesmo usado no Xperia X8. A GPU, que vem junto com o chip MSM7227, é uma Adreno 200, a mesma utilizada no Nexus One, o celular do Google, o que é bom. Como você pode ver em um artigo anterior, o desempenho dela não é lá muito bom, mas está ótimo para um Smartphone de entrada de linha, ainda mais se você levar em consideração a baixa resolução da tela. É interessante notar que Smartphones mais completos, como o Galaxy Ace, utilizam o mesmo processador com um clock um pouco maior.

Ele conta com 184 MB de memória RAM, é bastante, mas o sistema Android gasta muito, para você ter uma ideia os dois primeiros modelos do iPhone contavam com apenas 128 MB e rodavam com melhor desempenho que Android com essa quantidade, isso se deve a melhor otimização do iOS.

A tela tem resolução de 320x240 com 2,8" é possível ver os pixels com facilidades. O Xperia X8 tem 3" com 480x320. Os celulares da Nokia da linha 5xx0 (os primeiros modelos touch da marca) tinham uma tela de 640x360 variando de 2,8" a 3,2" polegadas. O primeiro iPhone tem 3,5 polegadas com resolução de 480x320.

A câmera é um caso complicado, eu te juro que as fotos ficam mais nítidas que no Xperia, mas isso não faz sentido porque a Camera do Galaxy tem 2 MP contra os 3,2 do X8, mas é a impressão que tenho, talvez a Sony tenha economizado nas lentes, não sei. Agora a gravação de vídeo não tem comparação, a especificações refletem a realidade, no Galaxy é uma porcaria, 320x240 a 15 fps, enquanto no outro era 640x480 a 30 quadros.

Aplicativos e Android Market

Exemplo de foto em Ambiente de pouca luz, meu cachorrinho
e as listas de exercícios da facu
Essa é uma das maiores vantagens do Android e ao mesmo tempo seu ponto fraco, por vários motivos. É possível encontrar aplicativos para virtualmente qualquer coisa na Android Market e, ainda, a maioria é gratuita, ao contrário da App Store da Apple. Só que a Google praticamente não faz nenhum controle dos aplicativos que são disponibilizados, o que em certa parte evita arbitrariedades comuns a App Store, mas causa coisas gravíssimas como aplicativos infectados com malware.

O desenvolvimento de aplicativos para Android é feito usando a linguagem Java, com uma diferença no compilador que faz com que os aplicativos não sejam intercambiáveis entre o Java oficial e o Android (na verdade a máquina virtual Dalvik). Se você quiser tentar desenvolver algo é só ir até o site do SDK que tem todas as informações e aplicativos necessários, todos gratuitos.

Pontos positivos
  • Preço acessível, pelos recursos que tem vale a pena;
  • Design bonito, e fino, não da volume no bolso;
  • Muitos aplicativos grátis bem úteis na Market, como Adobe Reader, Documents to Go (para ler documentos do Office), Skype, calculadora gráfica, entre muitos outros;
  • Todas as facilidades de um Smartphone, como 3G, Wi-fi, GPS e Bluetooth (pelo preço, só o fato de ter tudo isso é uma vantagem.
Pontos negativos
  • Se uma coisa me irrita é quando estou fazendo ligação e o toque na tela me faz ativar o teclado. Como ele não tem sensor de proximidade, ao contrário do X8, isso sempre ocorre;
  • Nenhum aplicativo fotográfico pode ser instalado, todos, inclusive o Flickr que seria útil para upar fotos para o serviço. Também a maioria dos scanners de barras ou de QR Code, devido a câmera sem autofoco;
  • A Samsung lota o celular de aplicativos inúteis, como o Layar, que é um aplicativo de realidade aumentada. Ironicamente, o Market diz que ele é incompatível com o celular, assim não posso atualizá-lo e nem ao menos desinstala-lo;
  • Não vem com um simples gravador de voz, é preciso procurar um na Market (e é difícil de achar um bom), recomendo o AL Voice Recorder, também não vem com um para bússola, recomendo o Compass.
Foto do Bumblebee tirada com a câmera do Galaxy
Então, comparei muito o Galaxy 5 com o Xperia X8, são celulares que então quase na mesma faixa de preço, com o Galaxy um pouco mais barato. Como o Xperia X8 tem uma tela com resolução maior (480x320 contra 320x240 do Galaxy) e uma câmera melhor 3.2 MP contra 2 MP, ele não conta com as limitações da instalação de aplicativos fotográficos. No entanto a limitação que o Android 2.1 trás a ele de não permitir a instalação de aplicativos no cartão de memória limita muito o celular, ainda mais se você levar em consideração que ele tem apenas 128MB de memória interna, contra os 186 do Galaxy, dois jogos da série Angry Birds já praticamente acabariam com a memória interna do celular.

Então, a menos que você instale uma ROM alternativa no Xperia ou não use Apps da market, o Xperia não é uma opção. Recomendo o Samsung Galaxy 5, só rezem para não ter que levar na assistência, por que dai a única coisa que vai conseguir é o descaso da Samsung.

Nenhum comentário: